Disseminando gentileza nos encontramos no tempo da delicadeza...

28 de jan de 2009

A ARTE- um cálice e um teorema...

Caffé di Noite - Van GoghEu tenho a arte e tenho as botas de Van Gogh
Eu tenho corpo, emoção e pensamento.
Eu sou ambígua e posso ser e estar em tudo ou nada
Mesmo que seja com palavra ou intenção
...
Pois se me calam eu morro e invento um grito
Pois se oprimem meu direito eu vejo um cálice
Está sem vinho sem pacto e em mim, sem sangue
E este cálice eu pinto em outras cores
...
Se assim inscrevo esse meu grito mudo
E se há rotas que são vias a destinos
Há trilhas de acesso ao que me falta.
Há outros caminhos que me levam ao que eu suprimo
...
Se o silêncio imposto cala a minha fala
E na ausência de minha fala implodo
O meu silêncio no inaudível explodo
Eu tenho a arte. Não a faca nem o açoite
...
Mas não se explica se reinvento o óbvio
Quando minha voz se cala por um ato
E se calado o pensar não exprimo
Ele se amplia na palavra que escrevo
...
Exprimo em arte o meu grito contido
E há um direito que em silêncio eu revelo
E há silêncios que só eu sei o grito
E vem da ausência do respeito à fala
...
Eu quero a arte e assim expresso tudo
...
Se mimetizo a fala e o silêncio em cores
E porque sou artista, reinvento o óbvio
O que eu escrevo pode ser nada ou tudo aquilo.
Porque a linguagem e a arte são apenas rotas...
...
E nessa via em que eu sinto e penso
E se pensando encontro outras rotas...
Entre o silêncio e o grito tenho a palavra e o signo
Eu vivo em arte eu tenho a luz que não me roubas..
...
Eu vejo um cálice e na linguagem a minha força...
Ninguém escreve só por que prefere...

E o meu cálice só eu sei quanto me custa.
Eu sou artista eu sinto, penso e existo.
***
***
Multiolhares disse...Todos de alguma forma somos artistas, moldamos o barro dos dias, voamos no trapesio da vida,pintamos cores coloridas nas telas escuras das noites fugidiaslindo como sempre beijinhos18 de Janeiro de 2009 17:53
Márcio Ahimsa disse...Ei, Mai, não cale-se, jamais, cálice derrame de palavras em mim, sempre.E eu fico aqui, beijos.19 de Janeiro de 2009 16:30

25 de jan de 2009

homenagem ao 'tossan'

* *
Acalento o teu ser.
Fruto maduro
a despenhar
da árvore do amor,
a derrubar-me
ao chão contigo.
Rolamos e acariciamos
nossas vidas,
em cima do mundo!
(poema e foto: tossan)
*
*
........Porque homenagear o Tossan? Porque ele é 'O amigo. De muitos. Sempre pronto e atento, diz que não é poeta e que não enxerga... Talvez ele quisesse ter o olhar do Super homem porque a capacidade de enxergar além do óbvio, ele tem e como poucos. Talvez ai esteja o segredo da beleza e da magia de sua fotografia porque outro dia ele me disse que sua câmera é das mais comuns. Mas ele é raro e isto é o que importa. Obrigada Tossan, sempre.

23 de jan de 2009

Cotidiano

Ampliar o horizonte dos olhos


Adentrar
o
horizonte
nos
olhos.

*
Patrícia Lage
14.01.2009
*
Esta postagem é uma homenagem
a essa jovem escritora e poeta.
Mas o presente foi ela quem nos deu.

22 de jan de 2009

Em busca do amor.

Nas trevas da solidão ofusca,
Tenho um coração que busca
A magia que é o Amor.
E nessa constante procura
Vivi na louca ditadura
Provocada por essa dor.

Já não vivo, sou vegetal,
Com raiz num pérfido areal,
Sem fertilizante para crescer.
A dor é a erva daninha
Que sufoca esta vontade minha
De querer sorrir e viver.

E a água com que me regam
É aquela com que meus olhos cegam
Vinda do outro lado do amar.
É o ácido que me corrói,
É a falta de ar que destrói
Esta enorme vontade de chorar
*
(Autor Desconhecido).

17 de jan de 2009

serendipidade

Leiria - Portugal * fhotos da net
***
...quero, desejo,
sonho, almejo,
persigo, insisto,

convido, imploro
que eu seja o teu

porto de abrigo...
derrama tudo
o que transborda
em ti dentro de mim...
e seremos apenas um...
seremos a serendipidade
bonita e única

que nos coube viver.
tenho tantas saudades......
uma saudade simples...
apenas de pronunciar
o teu nome...
(por Léo Mandoki Jr.)

*
http://leomandoki.blogspot.com/
*
tossan comenta:
Está errado quando diz não ser poeta, pode até não ser, mas há sentimentos para isso.
A prova? Está na sua poesia, portanto um poeta! Abraço

15 de jan de 2009

Para Guardar...

Poema Real

Pobre do nobre
que se escora na pose
sem saber que o abstrato
não traz no corpo
a arte da sustentação
...
A realeza
nunca esteve na coroa,
mas sim na alma!
...
19/10/90 Postado por Monday às 23:20
stagem é uma homenagem ao Monday
São lembret *São etessas palavras.
http://mondaynightandday.blogspot.com/

7 de jan de 2009

Sou sem ser

Sou nuvem, Vadia
gota de água
Desenhando o cosmos
Sou espinho,
Saído da terra
Sangrando o Mundo
Sou mar, gotas salgadas
De lágrimas perdidas,
Sou ar, Prana de vida
No raiar da aurora,
Sou gotícula de luz
Nascida do fogo
Osculada pelo sol.
Sou um pouco de tudo,
e muito de nada.

Poema e Fotos -Luna
*
http://multiolhares-poetadaspiramides.blogspot.com

poetaeusou . . . disse...*lLuna,És a partiturado etéreo solfejo,um hino ao mar,tocado pelo solnas brisas dançadoem cada maré,,beijos nossos,,*

5 de jan de 2009

ÓDIOFOBIA

***
***
O ódio é desalmado é traumático, significa o princípio do fim. É a derradeira síndrome da terrível dor do desamor. Uma "pirofagia" crônica do ódio doentio, transmissor da paranóiana, fase terminal do amor. É o início da histeria que oculta o ódio que na verdade não passa de uma cilada. Dói no peito tornando-se em agonia múltipla quando a metamorfose se consome, a alma padece deixando seqüélas irreparáveis, tornando o ódio com conseqüêcias da moléstia. Embora, o amor e o ódio continuam nesta fusão: Fere, adoece, enlouquece e pode matar! (texto&photos por tossan)
Neste texto eu não me refiro em love/end e sim em guerras,
agora como os bombardeios de Israel.
Guerra sem fim!. É o ódio entre humanos também não para!

*

Divulgando livro do meu amigo Atila.

SINOPSE E O MAPA DO LIVRO ,
VALES DOS ELFOS.

Sinopse da capa:

O caos se forma por todos os lados, e os rumores se alastram como
o fogo, assim, só resta aos elfos, humanos, anões, e os outros
demais integrantes da Aliança Central, buscarem conselho do ser
mais poderoso do Mundo Conhecido, o Grande Mago Ancião, que
vive sozinho em sua montanha. Ele é o mais sábio e antigo ser que
existe, é imortal, e é mais velho que a própria montanha. E o
caminho para encontrá-lo é repleto de perigos.
A questão é que uma guerra se forma no sul, e suas proporções são
terríveis. Os vampiros ameaçam as fronteiras, e todas as criaturas
das trevas se mostram mais fortes e poderosas. E sente-se por toda
parte que um novo poder surgiu entre as criaturas das trevas. Um
poder tão grande que até então jamais foi visto, e se faz necessário
uma resposta para derrotá-lo, a qual só o grande mago, que vive
sobre a montanha, pode dar.
*
Átila Siqueira.
*
http://atilasiqueira.blogspot.com/

2 de jan de 2009

Camadas

Pintura: Sr do Vale Camadas que sobrepõem
uma à outra, justapostas
necessidades que impõem
a proteger as frágeis costas
.
Persona
que lhe criou
lá dentro, um ego ferido
espera a oportunidade
de ser aceito
na sua verdade
*
Luciene de Morais
*
Pintura: Sr do Vale
Bem sabemos,
que quase tudo
é descartável.
Só a boa arte
é imutável.
Isto é que sabemos
Isto é que amamos.
*
tossan
*
*
Veja um video que gostei muito e quero compartilhar com vc.