Disseminando gentileza nos encontramos no tempo da delicadeza...

10 de jul de 2009

O tempo não para

As coisas acontecem independentes da nossa vontade. Os anos passam aleatórios aos nossos desejos.
Dia a pós dia o sol se põe. Não há nada que possamos fazer para impedir o evento do tempo. Podemos apenas tentar aproveitar.Estar perto das pessoas de quem gostamos e dividir este sentimento. O tempo não para, o mundo não para. E um dia vamos descobrir que tudo se acabou.
A única certeza que temos é que vamos morrer, um dia.Todos os dias caminhamos para este evento, inevitavelmente.Nossa mortalidade é o que nos faz únicos, mesmo que tenhamos a estranha tendência de ignorar este fato.
E se amanha você não estiver mais aqui? ou se eu não estiver mais aqui? ou ele ou ela não estiverem mais aqui?
Será que você falou tudo o que gostaria de falar?
Será que fez tudo o que gostaria de fazer?
O que falta?
O que te impede de cumprir?Quais são as suas metas para a vida?
O tempo não para, mas nós podemos parar.
Não pare. Mas se de tempo o suficiente para dizer o que quer.
Se de a oportunidade de ser feliz.
Diga a quem você gosta que esta pessoa faz a diferença na sua vida.E se não gosta, não perca tempo, perca o contato.
Não desperdice o pouco tempo que ainda temos com quem não te merece, nem com quem você não gosta apenas por que esperam isso de você.
Faça o melhor de você sempre.
O tempo não para, NUNCA.

Postado por Alice Bacilla Munhoz da Rocha Postado em, http://alicebmrocha.blogspot.com/ na Segunda-feira, 29 de Junho de 2009.

Motivada por alguns amigos e claro pela tendência estou aos poucos me inserindo no mundo dos blogs e a cada dia me encanto mais. Achei a idéia do blogosfera do CARALHO. Desculpem, mas essa é uma das coisas que gosto. A liberdade que o blog nos dá, até no vocabulário. Não se assuntem, não sou desbocada, mas neste momento, não tinha melhor expressão do que esta. rsrsr
Voltemos ao post:
Gosto de ler o óbvio inteligente. "O tempo não para, mas nós podemos parar." Com o corre corre do dia dia, do pagar contas e dar atenção ao outro esquecemos de algo muito importante. Nós mesmos. Esquecemos de pensar para onde estamos indo e o que estamos fazendo da nossa vida. E considero isso muito sério. Fico muito chocada ao olhar para trás e ver a Verônica do passado, que em muitas coisas foi cega, de chegar a não enxergar a si mesma. (Veja que legal! Adorei isso, escrever sobre mim na terceira pessoa foi bárbaro!) rsrsrs
Mas hoje as coisas são diferentes justamente pq eu penso assim como a minha amiga Alice. E gostei muito de poder compartilhar esta idéia dela com vcs.
Verônica Pacheco

4 comentários:

  1. O tempo só parou para eu ouvir essa música e ler esse post maravilhoso! Viajei lendo e concordo com tudo. Vamos aproveitar antes que tudo acabe, por isso preciso dizer pra vc!
    Amei de verdade! Vc me fez pensar e vou ser alguem melhor depois disso! ( depois do post, não de pois de pensar, pareceu q eu nunca tinha pensado antes kkkk )
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Mais uma colaboradora do Amigos, fico feliz! Um belo texto! Abraços e seja bem vinda.

    ResponderExcluir
  3. Déia, faço das suas palavras as minhas. Obrigada pelo comentário. Ele foi divertido!
    :)

    ResponderExcluir
  4. Tossan, valeu pela calorosa recepção.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário. Visite-nos em nossos blogs pessoais.