Disseminando gentileza nos encontramos no tempo da delicadeza...

25 de mar de 2009

Em minhas mãos...teu voo

Voa nas minhas mãos, leva-as contigo
pelas cordas do violino que teus olhos tocam
quando emudecem por detrás das pálpebras sorrindo.
Sou nas minhas mãos, o íntimo do nada
onde, bruscamente, mil estrelas foram luz!

Sou nas minhas mãos, o secreto sabor da madrugada.
A ternura silenciosa na hora íntima da noite.
O desejo de sentir a proximidade dos teus lábios,
secretos e maduros, como versos inquietos
entre o sonho e a fúria!

Voa nas minhas mãos… a noite não vai existir
porque as nossas bocas, vão acender a madrugada
numa aurora de beijos…
***
Albino Santos
**
Reservados todos os direitos de autor - Texto disponível no blog
http://as-poliedro.blogspot.com/
*******Olha que preciosidade encontrei em uma de minhas andanças pela Internet. Que maravilha! Albino tem uma alma de poeta que sussurra delícias aos nosso olhos. O blog dele é encantador! Neste poema, de uma sensualidade discreta e ao mesmo tempo profunda, ele fala sobre um dos meus maiores amores: a madrugada! E diz de um amor à liberdade que só é menor que a própria essência do sentimento; diz de um voo preso, que paira sobre as mãos - mal de todos nós, poetas e escritores!
Albino, obrigada por transcrever alguns de nossos sentimentos e nos presentear com suas letras graciosas! Felicidades e muita inspiração!
Com carinho,
Fernanda Fernandes Fontes

10 comentários:

  1. Amigos, que linda escolha!
    Conheço os poemas do Albino, são apaixonantes!

    "...porque as nossas bocas, vão acender a madrugada
    numa aurora de beijos…"

    Só de vizualizar a cena, dá agua na boca...rs


    Abraços a todos!

    ResponderExcluir
  2. Linda poesia...
    Quanta sensibilidade....parabéns.
    Bjs..
    Dina

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela escolha...lindo poema.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  4. Fernanda, fico muito feliz em ve-la no amigos. Exelente escolha. Beijo

    Ao fotógarfo a luz,
    ao poeta as palavras,
    a técnica e a arte,
    pura poesia pura imagem...

    ResponderExcluir
  5. Realmente este é apenas um dos poemas , desse Sr.Grande Poeta!!!
    Gostei de o ver aqui escolhido, Fermnada!

    (...)Sou nas minhas mãos, o secreto sabor da madrugada.
    A ternura silenciosa na hora íntima da noite.



    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Boa escolha, conheço os poemas do Albino, são fascinantes
    Bj

    ResponderExcluir
  7. te indiquei um selo, dá uma passadinha lá no meu blog para pegá-lo.

    bjocas

    ResponderExcluir
  8. Linda poesia. Acho que tudo que traduz a liberdade é forte e lindo por si só. Afinal, é minha luta....rs
    Liberdade em toda a sua extensão e essência!
    ...............Cris Animal

    ResponderExcluir
  9. esta sabendo da hora do planeta, hj as 20:30 apague as luzes por uma hora da sua casa, onde vc estiver... participe!!! o planeta agradece.

    bjocas

    ResponderExcluir
  10. Ao fluir da poesia sensações que passeiam por nossos instantes.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário. Visite-nos em nossos blogs pessoais.